quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

amor cósmico




E a terra era criancinha ainda
quando eu comecei te amar.

Eu venho dos anos, das eras, que longe se acham daqui,
Contigo cantei a canção no espaço maior,
Em forma de luzes de um mundo melhor
Mas foi necessario partir

Eu lembro da primeira vez que te vi,
Milênios de instantes de mim para ti,
Num só paralelo de imensidão
Estamos aqui.

Viemos de longe,do largo,do alto
Profundo
Cercado de inícios de todos os mundos
Sem poder parar.

E a terra era criancinha ainda
Quando eu comecei te amar.
Partimos maneiros, ligeiros
Qual luzes bricando com fogo no ar

E a terra era criancinha ainda
Quando eu comecei te amar

Jurei a promessa de minha missão
Que quando estivesse contigo no chão
Pagaria toda promessa que fiz.

Então desse amor que nasceu de nós dois
Que nasça outros grandes amores depois
Sementes plantadas pra um mundo feliz

No processo lindo que te conheci,
Mil razões eu tenho pra não te deixar,
Na vida eu estou, da vida eu saí
Na vida eu irei te encontrar

E a terra era criancinha ainda
Quando eu comecei te amar.